Postado em:5 out 2016 Como viajar com o pet

imagem_release_738855

Se viajar é um dos grandes prazeres da vida, imagina poder viajar com seu pet? Que maravilha!! Porém para levar seu pet consigo é preciso seguir algumas dicas importantes e refletir sobre a melhor maneira de transportá-lo.

 

Preparando seu pet

 

Para ter uma viagem tranquila é preciso preparar seu peludo para a longa jornada. Ter a certeza de que ele gastou o excesso de energia antes de entrar no carro ou embarcar é a melhor maneira de garantir uma viagem em paz. Independentemente do modo que escolher viajar, é importante pensar na segurança e saúde do animal.

 

Viajando de avião

 

A primeira coisa que você precisa fazer é verificar com a companhia aérea escolhida quais as regras a respeito do transporte do animal de estimação. A maioria das empresas tem restrições para o pet viajar na cabine com o dono. Para acompanhar você dentro do avião, é preciso ficar ligado em quatro pontos principais: peso do animal, tipo de caixa transportadora, quantidade máxima de animais na cabine por voo e taxa extra a ser paga.

 

Se seu cão é de tamanho médio para grande, com certeza só será aceito como carga e deve viajar no porão do avião, o que sempre é mais preocupante. Como seu pet estará viajando praticamente em uma caixa, é bom tomar alguns cuidados com a adaptação do animal, é inteligente não deixar que ele inicie a viagem com o estômago ou bexiga cheia. E certificar-se que ele tem acesso a água para mantê-lo hidratado, mas não em excesso.

 

Viajando de carro

 

Viajar de carro é a opção mais comum e prática, e você provavelmente já fez isso. Porém o ideal nesta situação é que você transporte seu pet em uma cadeirinha com cinto de segurança ou, se seu peludo for muito grande, em uma caixa transportadora. Dessa maneira você irá se distrair menos durante a viagem, o que é mais seguro para vocês dois. Com essas opções você também impede seu cão de se tornar um projétil caso você tenha que brecar rapidamente, reduzindo também a chance de lesão para ambos.

 

Falando de projéteis, não alimente seu cão antes da viagem e nem quando estiver em movimento, eles são muito sensíveis ao balanço do carro e podem vomitar. Espere até que haja uma parada e dê um pequeno lanche, de preferência ricos em proteínas. Vale lembrar que na parada você não deve deixar o animal dentro do carro.

 

Escolhendo o destino

 

Antes de se aventurar em qualquer cidade do mundo é preciso conhecer o que o lugar tem a oferecer (restaurantes, bares, cafés pet friendly), se os pets são bem-vindos naquela cultura e quais atividades (parques, praias, atividades ao ar livre, trilhas e etc.) podem ser desenvolvidas ao lado do seu cão. Levá-lo significa que ele te acompanhará em todos os lugares e não ficará no quarto do hotel o dia todo.

 

No Hotel 

 

Antes de sair para a aventura, é importante conhecer as regras do hotel pet friendly em que você se hospedará. Procure por hotéis que aceitam cachorro em sites especializados e por avaliações na internet para garantir que seu cão poderá aproveitar bons momentos com você. Para ter a certeza que seu cão ficará tranquilo, vale levar a caminha e alguns brinquedos que o façam se sentir em casa.

 

Ao chegar no hotel, antes de entrar no quarto, leve-o para um passeio para acalmá-lo.  E nunca o deixe sozinho assim que chegar, ele precisa entender que aquele espaço é seu novo ambiente e precisa que você fique com ele por algum tempo. Viajar com um cão pode ser uma experiência divertida para ambos. Apenas lembre-se de ser o mais preparado possível onde quer que vá. Faça uma check list para garantir que não irá esquecer nada e boa viagem!

 

Fonte: Catraca Livre

 

VOLTAR